Arquivo da tag: Jesus

Você faz parte dessa realidade…

No post anterior falamos sobre a baixa expectativa da sociedade em relação a nós e o quanto levamos isso a sério!

Sendo fantoches do mundo, sem a gente tenha percepção que isso está acontecendo.

Mas qual será o motivo de não levantarmos e mostramos que de fato o futuro da nação e nosso (tenho certeza que você já deve ter ouvido isso de alguém “os jovens são o futuro da nação) é que ele começa hoje, não daqui uns 10… 20… 30 anos e sim AGORA!

E para entendermos bem por que isso tem acontecido, vamos ler pequenas historias como cozinhar um sapo e a infância do elefante (sei que nomes são horríveis, mas não desista de ler, tudo vai fazer sentido no final)

1° Para que carne de um sapo fique macia, você não deve matá-lo pra cozinhá-lo, pois e adrenalina da morte vai deixar sua carne ruim, então deve colocar o sapo vivo dentro da panela e ir esquentando as água aos poucos ele não vai perceber vai quando, mais quando ele menos imaginar ele já esta sendo cozido sem a menor chance de cair fora

2° Todos nos alguma vez na vida já viram um elefante animais fortes, grandes e inteligentes, mas por que será que um animal tão forte como esse consegue ser domesticado pelo homem. Mas esse não e fato mais impressionante a maneira com eles são presos em seus cativeiros não correntes grossas, mas sim com cordinhas presas na pata direita amarradas a uma estaca fincada no chão e como um animal tão forte não se solta, porque quando ele ainda e pequeno ele a afastado de sua mãe e preso com uma corrente forte e que os machuca cada vez que tentam fugir, por isso quando são grandes, uma pequena corda na sua pata direita faz com q ele se sinta limitado e incapaz de fugir.

O mundo tem feito o mesmo conosco todos os dias tem enganado a nossa mente aos poucos a ponto de chegar um dia que não sermos capazes de reagir. Não nos levantamos e mostramos  o que somos capazes pois estamos presos a pequenas cordas que a sociedade nos impôs, as cordas da falta de responsabilidade, da falta de competência, a corda da moda, a corda do ficar e cordas drogas  entre outras cordas que nem impedido nos adolescentes fortes e inteligentes, incapazes de reagir, mostrar que não precisamos ser assim e que não vamos ser assim.

Enquanto estamos parados aqui pelo engano do mundo e pelas usas cordas, adolescentes no mundo inteiro tem se levantado para fazer grandes coisas, quebrando as cordas e correndo atrás do futuro, pois ao contrario que o mundo diz não somos novos demais para realizarmos nossos sonhos e por em pratica nossa idéias, não somos tão inconstantes para saber o que é bom ou não pra nós.

Quebre agora todas essas corda, pois você não nasceu para ser preso por elas, mas pra ser livre.

Abrindo os olhos para a realidade

Abrindo os olhos para realidade.

O que é ser adolescente?

O que um adolescente faz?

Como o adolescente e visto pelo mundo?

Creio que para essa três perguntas você já saiba a resposta… Mas hoje quero levá-lo a aumentar sua idéia sobre o assunto.

Fazendo uma rápida busca no Google encontrei vários sites e matérias sobre adolescentes e todas elas diziam a mesma coisa, que a fase da adolescência é período complicado, cheios de duvidas e crises, que os adolescentes são inconstantes, briguentos, barulhentos, péssimos alunos, filhos e irmãos e a pior de todos eles, que somos incapazes que realizar grandes coisas.

Hoje somos cercados pela baixa expectativa social, a sociedade espera os adolescentes sejam imaturos,irresponsáveis e é exatamente isso que muitos de nós temos feito, pois revistas, site, novelas, musicas, filmes, programas de TV, eles determinam o que podemos ou não fazer, como devemos nos vestir, o que devemos comer, o que temos que comprar e a onde comprar , determinam ate mesmo o que sonhamos,isso tem nos levado a acreditar que não existe nada alem disso, que essa e a função de um adolescente estar moldado de acordo com que o mundo diz ser correto, sem deixar espaço para termos personalidade. Essa é a realidade que vivemos hoje somos levados todos os dias e seguir o padrão do mundo e esquecemos o verdadeiro “Eu” e a quem realmente devemos seguir.